Redes sociais educacionais: ensino e memória no digital

Cidarley Grecco Fernandes Coelho

Resumen


Este trabalho reflete sobre sentidos que circulam nas redes digitais, onde as discussões são (de)limitadas pelo uso das chamadas novas tecnologias na relação com o discurso pedagógico. Pela Análise de Discurso (Orlandi 2008), a proposta é analisar, no funcionamento da memória discursiva, movimentos de (des-re)territorialização do sujeito-professor filiado a redes sociais educacionais no contraponto com outras redes no digital. Para tanto, através das condições de produção do discurso pedagógico na chamada era da informação, este artigo verifica as posições de sujeitos, assumidas em redes, por meio de uma cartografia político-ideológica do espaço digital (Dias 2004). O professor cercado de propostas de compartilhamento do saber em rede filiase a uma discursividade de obsolescência da escola e a uma formação discursiva que determina ideologicamente um revisionismo de suas práticas; assim, o ensino busca uma reconfiguração em sua formulação. Desse modo, conforme Orlandi (2008), este trabalho questiona até que ponto as (re)configurações não são apenas reiteração do mesmo.


Palabras clave


Análise de Discurso; memória; discurso pedagógico; redes sociais; digital

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.35956/v.16.n2.2016.p.24-44



Copyright (c) 2017 Cidarley Grecco Fernandes Coelho

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Revista Latinoamericana de Estudios del Discurso 
Una publicación de la Asociación Latinoamericana de Estudios del Discurso (ALED)
 
Revista Latino-Americana de Estudos do Discurso
Uma publicação da Associação Latino-Americana de Estudos do Discurso (ALED)
 
revista.raled@gmail.com  
 
e-ISSN2447-9543

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.