Emoção e cognição: multimodalidade argumentativa em discursos de conscientização de preservação e conservação da água

Priscilla Chantal Duarte Silva, Maria Clotilde Almeida, Glaucio Marcelino Marques, Ricardo Luiz Perez Teixeira

Resumen


O objetivo deste estudo é investigar como as emoções atuam como ferramentas argumentativas, por meio da multimodalidade, nos discursos em propagandas governamentais e publicidades. Selecionam-se propagandas e publicidades, publicadas na Web, voltadas para a temática de sustentabilidade para composição de corpus. Adota-se, a partir de uma pesquisa de análise multimodal de orientação cognitiva, o viés teórico da emoção no discurso segundo Amossy (2012), que discute como a natureza das emoções situa-se no discurso e na argumentação; as razões da emoção de Plantin (2010) para discutir como é possível argumentar emoções e de que forma as representações patêmicas podem aparecer no discurso midiático para Charaudeau (2010) e os critérios de análise multimodal de Forceville (2009) para identificar os mapeamentos metafóricos entre o modo verbal e o visual. Os resultados apontam que a emoção da comoção sobre a relevância da água, como fonte de vida, é o principal mecanismo estratégico e argumentativo.

Palabras clave


Emoção, Multimodalidade, Cognição, Argumentação, Discurso midiático, Sustentabilidade.

Texto completo:

PDF (Português)

Referencias


ALMEIDA, M. C. 2016. “Going Political – multimodal metaphor framings on a cover of the sportsnewspaper A Bola” In Scripta, Belo Horizonte, v.20 nº40, 2º semestre/2016, pp.84-98.

ALMEIDA, M. C. 2018.“The Human Body and its Metaphors in F. Bacon’s paintings: a cognitive social semiotic view”, Apresentação à 11th Conference of the Spanish Cognitive Linguistics Association, Universidade de Córdoba, 17-19 de Outubro de 2018.

ALMEIDA, M. C. 2019.“Metáforas e metonímias multimodais em Deixa-te de Amarguras para Imperfeitas”, apresentação ao I Seminário Internacional de Estudos Linguísticos Galego e Português, o Passado Presente, UFF-Niterói, 5 a 7 de Junho de 2019.

ALMEIDA, M. C. 2019. “Metáforas multimodais em painéis políticos: abordagem cognitiva de suportes texto-imagem nos média” In Linguagem e Cognição. Desafios e Perspetivas Contemporâneas (org. Sandra Cavalcante; Josiane Militão), Campinas: Mercado de Letras (no prelo).

ALMEIDA, M. C.; SOUSA, B. de. 2013., “From Monomodal to Multimodal Metaphors in the Sports Newspaper A Bola”, In: Revista Brasileira de Linguística Aplicada, Belo Horizonte, volume 15/2015, nº 2, (Gibbs, R.W. & Ferreira, L.C., eds.), 403-420.

ALMEIDA, M. C.; SOUSA, B. 2016., “Worldmaking in Rap-Predators, Fighters, Salvagers – a multimodal approach” In: Multimodality and Performance (ed. Carla Fernandes), Newcastle: Cambridge Scholars Publishing, 23-37, 2016.

ALMEIDA, M. C; ROCHA, C. 2017.“Multimodal metaphors and metonymies as Translation Tools- a cognitive view”, conferência semi-plenária apresentada à Conferência Internacional Literatura, Lengua y Traducción (LiLetrad 2017), Universidade de Sevilha, 5-7 de Julho de 2017.

ALMEIDA, M. E.C.2018. Metáforas Multimodais da Água em Campanhas do WWF. 2018. 125p. Dissertação de Mestrado. Mestrado em Cultura e Comunicação. FLUL - Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 2018. (sob supervisão da Professora Doutora Maria Clotilde Almeida).

ALVES, R.R et.al. 2011. Consumo verde: comportamento do consumidor responsável. Viçosa: Editora UFV.

ALVES, R. R.; JACOVINE, L. A. G. 2014. Marketing verde: estratégias para o desenvolvimento da qualidade ambiental nos produtos. São Paulo: Paco Editorial, 2014.

AMOSSY, R.2012. L’argumentation dans le discours, Paris: Armand Colin, p.179-199.

BITTENCOURT, V.; PEREIRA, D. E. S. 2014. A Evolução Legislativa Brasileira Frente à Problemática da Água. Revista Brasileira de Direito, 10(1), p. 95-105, - ISSN 2238-0604.

CHARAUDEAU, P. 2010. A patemização na televisão como estratégia de autenticidade. In: MENDES, Emília; MACHADO, Ida Lúcia (Orgs.). As emoções no discurso, vol. II. Campinas: Mercado das Letras.

CHARAUDEAU, P. 2007.Discurso das mídias. Trad. Ângela M. S. Corrêa. São Paulo: Contexto.

DAMÁSIO, A. 1996. O erro de Descartes. São Paulo: Companhia das Letras.

DAMÁSIO, António. 2010. Self comes to mind. O livro da consciência: a construção do cérebro consciente. Trad. de Luís Oliveira Santos. Círculo de Leitores: col. Temas e Debates (Portugal)

FERES, Beatriz dos Santos. 2013. A verbo-visualidade a serviço da patemização em livros ilustrados. Revista Bakhtiniana, São Paulo, 8 (2): 90-105, Jul./Dez.

FIGUEIREDO, O. M. F.G. 2012. A semiótica das emoções no discurso ficional. REDIS - Revista de Estudos do Eiscurso, nº 1, ano 2012, pp. 55-78

FIGUEIREDO, I. V.2014. Emoções inscritas no dizer: entre a argumentação a análise do discurso.EID&A- Revista eletrônica de estudos integrados em discurso e argumentação. Ilhéus, n.6, p.46-63, jun.

FRIJDA, N. H. (2008). The psychologists’ point of view. In M. Lewis, J. M. Haviland-Jones, & L. F. Barrett (Eds.), Handbook of emotions (pp. 68-87). New York: Guilford. Galati, D., Manzano.

FORCEVILLE, C. (2009). “Non-verbal and multimodal metaphor in a cognitivist framework: agendas for research”, in: FORCEVILLE, C.; URIOS-APARISI, E. (eds.), Multimodal Metaphor, Berlin, de Gruyter, p. 4-19.

FORCEVILLE, Charles; URIOS-APARISI, Eduardo.2009.“Introduction”, in: FORCEVILLE, C., URIOS-APARISI, E. (eds.), 3-18.

GONZAGA, C. A. M. 2005. Marketing verde de produtos florestais: teoria e prática. FLORESTA, Curitiba, PR, v. 35, n. 2, mai./ago.

JABLONKA, E,; GINSBURG, S.; DOR, D. 2012. The co-evolution of language and emotions. Philosophical Transactions of The Royal Society B, 367, 2152-2159 doi:10.1098/rstb.2012.0117.

LAUSBERG, H. 1998. Handbook of Literary Rhetoric. A Foundation for Literary Study (trans. D. F. Orton and R. D. Anderson). Leiden, Boston, and Cologne: Brill, (first published in German 1960, 2nd edn 1973).

MELLO, R.A.2018. As emoções no discurso sob a perspectiva semiolinguistica. In: Análise do discurso: situações de argumentação. MACHADO, Ida Lúcia; LARA, Gláucia Muniz Proença; EMEDIATO, Wander (Orgs). Coimbra: Grácio editor, 2018, p.160-179.

ONU. Organização das Nações Unidas. Artigo 3: Direito à vida. Disponível em:< https://nacoesunidas.org/artigo-3-direito-a-vida/> Acesso em 24 jun. 2019.

PAULIUKONIS, M.A. L. 2010. Persuasão, sedução e topoi no discurso publicitário. In: MENDES, Emília; MACHADO, Ida Lúcia (Orgs.). As emoções no discurso, vol. II. Campinas: Mercado das Letras.

PLANTIN, C. 2010. As razões das emoções. In: MENDES, Emília; MACHADO, Ida Lúcia (Orgs.). As emoções no discurso, vol. II. Campinas: Mercado das Letras.

SANTOS, Ana Leonor Serra Morais dos. 2015. Opción. Año 31, No. Especial 6, p. 611 - 631

SILVA, P.C.D. 2019. O papel da multimodalidade na argumentação em discursos acerca da sustentabilidade e o rompimento de barragens de rejeitos de minério de ferro no Brasil: uma perspectiva sociocognitiva e interacional. (No prelo).

SILVA, P.C.D. 2008. A intencionalidade discursiva: estratégias de humor crítico usadas na produção de charges políticas. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós graduação em Letras. Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC-Minass, 2008, 189p.

USP. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Biblioteca virtual de direitos humanos. Declaração dos direitos humanos. 1992. Disponível em: http://www.direitoshumanos.usp.br/index.php/Meio-Ambiente/declaracao-universal-dos-direitos-da-agua.html> Acesso em: 24 jun. 2019.




DOI: http://dx.doi.org/10.35956/v.20.n1.2020.p.97-119



Copyright (c) 2020 Priscilla Chantal Duarte Silva

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Revista Latinoamericana de Estudios del Discurso 
Una publicación de la Asociación Latinoamericana de Estudios del Discurso (ALED)
 
Revista Latino-Americana de Estudos do Discurso
Uma publicação da Associação Latino-Americana de Estudos do Discurso (ALED)
 
revista.raled@gmail.com  
 
e-ISSN2447-9543

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.