Política editorial

Temática y alcance


ESPANHOL (PORTUGUÊS A SEGUIR)

La Revista Latinoamericana de Estudios del Discurso se creó con el fin de dar a conocer las investigaciones y reflexiones de los socios y amigos de la ALED. El principal objetivo desde su inicio fue dar visibilidad a los grupos de investigación de las diferentes universidades de la región, y contribuir a la discussión de problemas como la pobreza y las injusticias sociales en los países latinoamericanos.

La revista se creó como uno de los proyectos más importantes de la ALED porque, además de servir de órgano de difusión de investigaciones llevadas a cabo en español y portugués, cumple con el propósito de integrar redes de investigadores y investigadoras latinoamericanas, y llamar la atención sobre la importancia fundamental del lenguaje en la construcción de identidades, la construcción del conocimiento, y de las relaciones de poder.

 

A RALED não cobra tasas de procesamiento o de publicación  de artigos. 

Periódico semestral.

 

PORTUGUÊS

A Revista Latino-Americana de Estudos do Discurso foi criada com o objetivo de divulgar a pesquisa e as reflexões dos membros e amigos da ALED. O objetivo principal desde sua criação foi dar visibilidade aos grupos de pesquisa das diferentes universidades da região e contribuir para a discussão de problemas como a pobreza e as injustiças sociais nos países latino-americanos.

A revista foi criada como um dos projetos mais importantes da ALED porque, além de servir como órgão de divulgação de pesquisas realizadas em espanhol e português, cumpre o propósito de integrar redes de pesquisadores e pesquisadoras latino-americanas e chama a atenção para a importância fundamental da linguagem na construção de identidades, na construção do conhecimento e nas relações de poder.

A RALED não cobra taxas de processamento ou publicação de artigos. 

Periódico semestral.

 

Política de secciones

Artículos

Evaluado Envíos abiertos Evaluado Indexado Evaluado Revisión por pares

Reseñas

Evaluado Envíos abiertos Evaluado Indexado Sin chequear Revisión por pares
 

Proceso de revisión por pares

ESPANHOL (PORTUGUÊS A SEGUIR)

La Revista Latinoamericana de Estudios del Discurso publica trabajos originales e inéditos de las investigadoras y investigadores miembros de la Asociación. Los trabajos recibidos, preferiblemente artículos de investigación, serán sometidos a arbitraje por medio del sistema de doble ciego a evaluadores externos, especialistas de reconocido prestigio, ajenos a su equipo editorial y a la institución publicadora.

Como consecuencia, el Comité Editorial se reserva el derecho de sugerir a los autores y autoras modificaciones formales a los artículos que sean aceptados, así como publicarlos en el número que considere más conveniente.


PORTUGUÊS

A Revista Latino-Americana de Estudos do Discurso publica trabalhos originais e inéditos de pesquisadoras e pesquisadores membros da Associação. Os trabalhos recebidos, preferencialmente artigos de pesquisa, são submetidos à arbitragem por avaliadores externos de pretígio reconhecido, alheios à equipe editorial da RALED e  a instituição editora, por meio do sistema duplo-cego de avaliação.

Como consequência, o Comitê Editorial reserva-se o direito de sugerir aos autores e autoras modificações formais nos artigos aceitos, bem como publicá-los no número que considerarem mais conveniente.


 

 

Política de acceso abierto

Esta revista provee acceso libre inmediato a su contenido bajo el principio de que hacer disponible gratuitamente la investigación al publico, lo cual fomenta un mayor intercambio de conocimiento global.

Por lo tanto, no se aplicará ninguna tarifa ni a los lectores ni a los autores.

Esta revista fornece acesso livre imediato ao seu conteúdo, sob o princípio de tornar a pesquisa disponível gratuitamente ao público, o que promove uma maior troca de conhecimento global.

Assim, não será aplicada qualquer taxa quer a leitores, quer a autores.

 

 

Archivado

Esta revista utiliza el sistema LOCKSS para crear un archivo distribuido entre las bibliotecas participante, permitiendo a dichas bibliotecas crear archivos permanentes de la revista con fines de preservación y restauración.

Esta revista usa o sistema LOCKSS para criar um arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes, permitindo que essas bibliotecas criem arquivos permanentes da revista para fins de preservação e restauração.

 

Sobre Números Monográficos

ESPANHOL (PORTUGUÊS A SEGUIR)

Desde el 2006 RALED publica también números monográficos. Para coordinar un número monográfico, es necesario ponerse en contacto con las editoras (Viviane Resende y Teresa Oteíza). La propuesta de número monográfico debería contener, al menos, la siguiente información: título del monográfico, nombre(s) de coordinadores/as que actuarán como editores/as invitados/as, títulos y resúmenes en español o portugués de cada uno de los siete artículos que integrarán el volumen. El editor/a o editores/as del número monográfico se comprometen a cumplir con las siguientes tareas:

  1. Hacer llamada de artículos para el monográfico y recolectar siete artículos de por lo menos três instituciones y dos países distintos, que cumplan con las exigencias de la revista.
  2. Hacer evaluar los artículos que componen el número y editarlos.
  3. Asegurarse de que cada artículo cumpla con los requisitos formales de la revista ALED (convenciones de citas, referencias bibliográficas, ubicación de las notas, mini curriculum y dirección de los autores, así como sus correos electrónicos).
  4. Comprometerse a obtener al menos dos reseñas de libros sobre el tema del monográfico.
  5. Después de que los artículos y reseñas hayan sido enviados a la revista, encargarse de que los/as autores/as hagan las revisiones finales, en caso de que sea necesario.
  6. Consultar con las editoras cualquier duda con respecto a traducciones, reseñas etc.
  7. Escribir la introducción del número especial.
  8. Respetar el estilo e identidad de la revista.

 

PORTUGUÊS

Desde 2006, RALED também publica números monográficos. Para coordenar um número monográfico, é necessário entrar em contato com as editoras (Viviane Resende e Teresa Oteíza). A proposta de número especial deve conter pelo menos as seguintes informações: título do monográfico, nome(s) de coordenadores/as que atuará(ão) como editores/as convidados/as, títulos e resumos em português ou espanhol de cada um dos sete artigos que integrarão o volume. O/A editor/a ou editores/as do monográfico comprometem-se a cumprir as seguintes tarefas:

  1. Fazer chamadas de artigos para o número e selecionar sete artigos de pelo menos três instituições e dois países diferentes, que atendam às demandas da revista.
  2. Ter os artigos avaliados e editados.
  3. Certificar-se de que cada artigo preenche os requisitos formais da revista (convenções de citações, referências, notas, dados biográficos, e-mails etc.).
  4. Comprometer-se a obter pelo menos duas resenhas sobre o assunto do monográfico.
  5. Depois que os artigos e resenhas forem enviados à revista, certificar-se de que os/as autores/as façam as revisões finais, se necessário.
  6. Consultar as editoras sobre questões relativas a traduções, revisões etc.
  7. Escrever a introdução do número especial.
  8. Respeitar o estilo e a identidade da revista.

 

Declaração sobre ética e más práticas de publicação

Esta declaração é baseada nas diretrizes e normas desenvolvidas pelo Committee on Publication Ethics (COPE).
I. Deveres dos Editores

a. Decisões de publicação
Os editores-chefes da RALED são responsáveis por decidir quais artigos submetidos à revista devem ser publicados. Os editores podem seguir as políticas do conselho editorial da revista e levarão em conta requisitos legais, no que toca a assuntos como difamação, violação de direitos autorais e plágio. Os editores podem ainda consultar outros editores e revisores para auxiliar a sua tomada de decisões.

b. Fair play
Os editores avaliam manuscritos pelo seu conteúdo intelectual, sem distinção de raça, sexo, orientação sexual, crenças religiosas, origem étnica, nacionalidade, ou filosofia política dos autores.

c. Confidencialidade
Os editores e qualquer membro da Equipe Editorial não devem divulgar qual-quer informação sobre um manuscrito submetido a qualquer pessoa que não seja o autor correspondente, os pareceristas, os pareceristas potenciais ou outros conselheiros editoriais, conforme o caso.

d. Divulgação e conflitos de interesse
Materiais inéditos divulgados em um artigo submetido não devem ser utiliza-dos nas pesquisas próprias dos editores sem o expresso consentimento por escrito dos autores.

II. Deveres dos pareceristas ou avaliadores 

a. Contribuição para as decisões editoriais
Os pareceristas ajudam os editores na tomada de decisões editoriais, por meio de comunicações com os editores e com o autor correspondente. Eles podem também auxiliar os autores na melhoria dos manuscritos.

b. Pontualidade
Qualquer avaliador convidado que se sinta desqualificado para analisar a pesquisa apresentada em um manuscrito ou que sabe que a sua imediata revisão será impossível deve notificar imediatamente os editores e retirar-se do processo de revisão.

c. Confidencialidade 
Os trabalhos recebidos para análise devem ser tratados pelos pareceristas como documentos confidenciais. Eles não devem ser mostrados ou discutidos com outros, exceto se autorizado pelos editores.

d. Padrões de objetividade 
As revisões e os pareceres devem ser conduzidos e redigidos de forma objetiva. Críticas pessoais aos autores são inadequadas. Os avaliadores devem expressar suas opiniões de forma clara, usando argumentos que apoiam a sua avaliação.

e. Reconhecimento de fontes 
Os pareceristas devem identificar trabalhos publicados relevantes que não tenham sido citados pelos autores. Qualquer afirmação de que uma observação, derivação ou argumento tenham sido publicados antes devem ser acompanhados de citação da fonte relevante. Um parecerista deve também chamar a atenção dos editores para qualquer semelhança substancial ou sobreposição entre o manuscrito em questão e qualquer outro trabalho publicado de que tenha conhecimento pessoal.

f. Divulgação e conflito de interesses 
Informações privilegiadas ou ideias obtidas através da leitura dos manuscritos devem ser mantidas em sigilo e não devem utilizadas para proveito pessoal dos pareceristas. Os revisores não devem considerar manuscritos em que tenham conflitos de interesse resultantes de concorrência, colaboração, ou outros relacionamentos ou ligações com qualquer um dos autores, empresas ou instituições ligadas aos manuscritos.

III. Deveres dos autores

a. Relato de normas e procedimentos 
Os autores de textos originais deverão apresentar um relato preciso do trabalho de pesquisa realizado, bem como uma análise objetiva de seu significado. 

b. Dados subjacentes devem ser apresentados com precisão no manuscrito. Um artigo deve conter detalhes e referências suficientes para permitir que outros possam replicar o trabalho. Declarações fraudulentas ou intencionalmente imprecisas constituem comportamento antiético e são inaceitáveis.

c. Acesso e retenção a dados 
Os autores podem ser solicitados a fornecer os dados brutos relacionados ao manuscrito submetido, com a finalidade de revisão editorial. Devem estar preparados para fornecer acesso público a esses dados (em acordo com a declaração conjunta sobre dados e base de dados da Association of Learned and Professional Society Publishers e da The International Association of Sci-entific, Technical, & Medical Publishers), se possível, e devem, em qualquer caso, estar preparados para guardar esses dados por um período de tempo razoável após a publicação. 

d. Originalidade e plágio 
Os autores devem garantir que escreveram obras totalmente originais; se os autores usaram o trabalho e/ou palavras de outros, eles devem garantir que eles sejam devidamente citados ou referenciados. 

e. Publicação múltipla, redundante ou concorrente 
Os autores não devem publicar os manuscritos que descrevem essencialmente a mesma pesquisa em mais de uma revista ou publicação primária. Adicionalmente, a submissão do mesmo manuscrito a mais de um periódico simultaneamente constitui comportamento antiético e é inaceitável.

f. Reconhecimento de fontes 
O reconhecimento adequado do trabalho de outros pesquisadores deve ser sempre feito. Os autores devem citar todas as publicações que tenham sido influentes na determinação da natureza e dos resultados do trabalho relatado.

g. Autoria do artigo 
A autoria deve ser limitada àqueles que fizeram uma contribuição significativa para a concepção, desenho, execução ou interpretação do estudo relatado. Todos aqueles que fizeram contribuições significativas devem ser listados como coautores. Se há outros que participaram de certos aspectos substantivos do projeto de pesquisa, devem ser creditados ou listados apenas como contribuidores. 
O autor correspondente deve garantir que todos os coautores apropriados estejam incluídos no papel, e que coautores inapropriados não estejam incluídos; deve garantir também que todos os coautores viram e aprovaram a versão final do documento e concordaram com a sua submissão para publicação. 
No ato de submissão, devem ser fornecidos os endereços de e-mail de todos os coautores. Uma vez aceito pelo Conselho Editorial, RALED enviará uma cópia desta declaração a todos os coautores, para a qual são esperados manifestações individuais de concordância como requisitos para o início do processo de avaliação. Após este ponto, toda comunicação será feita apenas com o autor correspondente.

h. Perigos para humanos ou animais 
Se o trabalho de pesquisa envolveu produtos químicos, procedimentos ou equipamentos que apresentam quaisquer riscos incomuns para seres humanos ou animais, eles devem ser claramente identificados no manuscrito.

i. Divulgação e conflitos de interesse 
Todos os autores devem revelar no manuscrito qualquer conflito de interesse financeiro, profissional ou de qualquer outra natureza substantiva que possa ser interpretado como fator influente nos resultados da pesquisa ou na interpretação desses resultados. Além disso, devem ser divulgadas todas as fontes de apoio financeiro para o projeto. 

j. Erros fundamentais em trabalhos publicados 
Quando um autor descobre um erro ou imprecisão significativa em seu próprio trabalho publicado, é de sua obrigação notificar imediatamente a Equipe Editorial da revista e colaborar com eles para retratar ou corrigir o artigo.

 

 

Mapa de accesos

 

 

Política de detección de plagio

Antes de ser enviados a la evaluación de pareceristas, los artículos sometidos a la Revista Latinoamericana de Estudios del Discurso serán verificados por software para identificación de plagio,

Utlizamos el software CopySpider para detección de plagio en archivos de texto. Los autores deben garantizar la originalidad de los manuscritos y si utilizan artículos de otros autores que sean debidamente citados. De esta forma, es posible que los autores reciban eventuales cuestionamientos durante el proceso de evaluación del trabajo sometido, referente indicaciones apuntadas por los softwares utilizados. Si el plagio es realmente comprobado, el manuscrito será devuelto al autor y el envío será rechazado.